Como construir uma marca lucrativa para startups em estágio inicial

Procurando maneiras de expandir sua startup? Aqui estão algumas maneiras lucrativas de construção de marca para ajudá-lo a expandir sua startup em estágio inicial.

Construir uma marca viável é o exercício mais desgastante e lucrativo que uma startup de tecnologia pode fazer, especialmente em seus anos verdes.

O que é uma startup em estágio inicial?

Geralmente, existem cerca de seis estágios de fases de crescimento da startup começando da pré-semente, semente, até o início, crescimento, estágio de expansão e terminando na saída.

Embora nem todas as empresas passem por essa sequência devido às incertezas do mercado e às rápidas transições tecnológicas. Uma startup em estágio inicial é uma empresa em fase de crescimento que obteve alguma tração com o desenvolvimento de produtos tangíveis, resultados do teste de mercado de seu MVP, juntamente com uma base de clientes estabelecida e trabalhando para um fluxo de caixa positivo. 

Pode-se dizer que as startups nesta fase ainda estão na fase de validação do produto, onde testam continuamente sua solução com o mercado e refinam com base nas métricas.

Essas empresas estão sempre em busca de parcerias estratégicas e oportunidades de financiamento de capital de risco para que possam subir de nível. Eles geralmente são confrontados com problemas como uma profunda falta de dinheiro, tempo e recursos ao tentar escalar. Portanto, o estágio inicial é uma fase muito crítica do processo de crescimento de uma empresa.

Por que as startups em estágio inicial devem se preocupar com o branding?

Boa pergunta! 

Para ser mais sucinto, por que as empresas em estágio inicial deveriam investir na construção de marca quando ainda não alcançaram um ajuste de produto ao mercado? Quando tudo o que eles têm é provavelmente um produto ainda em andamento e muita incerteza em torno de se será um grande sucesso ou um fracasso medíocre.

Apenas por que eles deveriam se preocupar? Como eles iriam fazer o branding nesta fase sem acumular um império em custos? 

É isso que este artigo procura responder nos próximos parágrafos.

As startups em estágio inicial devem estar ativamente envolvidas no branding, simplesmente porque nunca é cedo demais para começar a construir a marca para novas startups. Uma mensagem de marca atrai clientes em potencial, não você, o empreendedor; então você quer colocar os clientes no centro de todos os seus pivôs de crescimento em vez de se concentrar apenas no desenvolvimento de produtos.

É importante desenvolver a voz e o tom da sua marca desde o início, porque a marca faz o negócio. Um bom branding constrói uma conexão emocional com as pessoas certas, através do canal certo, a qualquer hora, em qualquer dia. Além disso, você nunca pode dizer quem pode estar assistindo!

Estratégias lucrativas de construção de marca para startups em estágio inicial

Aqui estão as estratégias de construção de marca para startups em estágio inicial:

1. Pesquise extensivamente sobre os clientes-alvo

Como uma startup em estágio inicial, as chances são de que você não tenha todas as respostas. Longe disso, basicamente, tudo o que você tem é uma ideia que está promovendo por causa de seu alto potencial para se tornar uma empresa multibilionária, sua paixão pelo que faz, e pronto! 

Bem, esse é um bom lugar para começar, mas você precisa subir vários degraus conduzindo uma intensa pesquisa de mercado sobre o que realmente ressoa com o mercado antes de ir all-in. É disso que trata principalmente o estágio inicial de inicialização, de qualquer maneira.

Antes de construir uma marca como uma startup, você precisa descobrir o que é mais vendido atualmente em seu nicho. Observe as empresas estabelecidas e observe como elas anunciam suas marcas no mercado.

Esse insight ajudará você a posicionar sua marca mais cedo ou mais tarde. O objetivo é estar familiarizado com seus clientes ideais, o que eles gostam, seus padrões de gastos, preferências de tecnologia e afins.

Ao construir uma startup escalável, sua oferta de produtos deve ser facilmente adaptável às novas tendências tecnológicas. Quando você é capaz de provar sua adaptabilidade às novas tendências para os clientes, então você já tem uma marca em movimento. Sua estratégia de branding também deve ser flexível para satisfazer seu público-alvo. 

Lembre-se, as empresas em estágio inicial ainda não têm certeza de mercado, elas ainda estão em processo de teste de produto e desenvolvimento de MVP. Ao testar o que funciona, não seja muito rígido em relação a um determinado método ou solução.

Busque ativamente novas tecnologias e incorpore-as ao seu produto final. É típico que startups em estágio inicial concentrem suas energias no desenvolvimento de produtos, mas pesquisar novas tendências técnicas pode dar a elas uma vantagem sobre seus concorrentes. 

3. Aproveite as estratégias de branding digital

O branding lucrativo não acontece da noite para o dia, mas uma ferramenta que as startups em estágio inicial podem aproveitar para atingir suas metas de visibilidade mais rapidamente é a internet.

Quase todas as empresas estão sendo representadas online nesta era digital. Em essência, a internet está repleta de campanhas de marketing de empresas estabelecidas e de jovens startups. 

Novas empresas iniciantes podem se beneficiar das ferramentas de marketing digital e construir essa conexão emocional que precisam desesperadamente criar com seu público.

Os empreendedores podem alavancar canais digitais como plataformas de mídia social, Blogs, sites, YouTube, e-mail e boletins informativos da empresa, para anunciar seus negócios com um orçamento apertado.

Outra estratégia é construir um público estabelecido online, fornecendo conteúdo valioso de forma consistente e oferecendo conselhos de especialistas sobre problemas em seu setor. Manter uma presença digital aumenta a imagem geral da sua empresa a longo prazo.

4. Posicionamento do negócio

Eu gostaria de poder dizer que você deve tentar estar em todos os lugares para construir uma grande marca. Mas, curiosamente, você só precisa estar diante de seu mercado-alvo para ser conhecido, apreciado e, eventualmente, confiável para agregar valor. 

Primeiro, sua modelagem de negócios determinará o segmento de mercado que você está atendendo principalmente de todos os calibres de pessoas que existem. O posicionamento do seu negócio só se aplica a um grupo específico de pessoas para o qual seu produto se destina.

Fazer isso com sucesso exigirá colocar estrategicamente sua empresa onde seus principais clientes verão a bondade que você oferece, por que eles devem comprar de você e como seu produto lhes dará uma grande vantagem na vida.

Por exemplo, supondo que os principais usuários de um produto sejam pessoas entre 60 e 70 anos, focar em estratégias de marca online pode não ser tão proveitoso quanto os canais físicos e outros não digitais.

Certamente, haverá uma reação inicial de ceticismo ao chegar ao mercado como um novo negócio, mas com consistência, você pode reivindicar sua participação de mercado e até mesmo escalar seu negócio ao longo do tempo.  

5. Embalagem visual

Uma máxima popular diz 'ver para crer'. Uma grande parte do branding em estágio inicial está na representação visual de um novo negócio. Coisas como logotipo, esquema de cores da marca e até mesmo a escolha de um nome comercial não devem ser tomadas de ânimo leve ou decididas por impulso.

Um logotipo, por exemplo, conta a história da sua marca apenas com alguns elementos, enquanto um nome de marca determina até onde você iria como empresa no espaço empresarial. Imagine tal poder disfarçado de elementos tão insignificantes! 

Muito cuidado deve ser tomado com essas coisas no início, vimos como as empresas poderosas tiveram que mudar a marca em um estágio muito posterior para capturar tudo o que representam. 

Se puder, invista em profissionais para desenhar o logotipo da sua empresa e ajudar na escolha de um nome de marca, alinhado com seus valores e princípios fundamentais.

Em conclusão

Construir uma marca lucrativa para startups em estágio inicial requer consistência tanto na qualidade do produto, na experiência do cliente, no canal de comunicação da marca e na mensagem central em todas as fases de crescimento.

Você tem que aparecer todos os dias, sete dias por semana, quatro semanas por mês e todos os meses do ano com a mesma singularidade. O resultado é que seus clientes ideais se acostumarão com seu produto e ajudarão a promovê-lo sem muito esforço de marketing de sua parte.

Joy Gabriel

Joy Gabriel

Joy é apaixonada por ajudar startups e empresas a crescerem em todo o seu potencial por meio de seus escritos. Estrategista de negócios e especialista em finanças, ela entende o que significa estar no espaço empreendedor. Ela adora cozinhar e cantar quando não está trabalhando.
Você pode se conectar com ela através LinkedIn.

Artigos: 20

Receba materiais tecnológicos

Tendências de tecnologia, tendências de inicialização, análises, renda online, ferramentas da web e marketing uma ou duas vezes por mês

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *