Google Cloud vs AWS: segurança, pontos fortes, desvantagens, suporte e muito mais

Não tem certeza de qual plataforma escolher entre o Google Cloud e o Amazon Web Services? Aqui está um resumo rápido de tudo o que você precisa saber

O Google Cloud Platform (GCP) e o Amazon Web Services (AWS) são dois dos três maiores provedores de infraestrutura em nuvem do mundo. Juntamente com o Azure, eles representam 3% do mercado, sendo o Google Cloud o menor.

A AWS começou em 2006 e o ​​Google Cloud Platform seguiu 4 anos depois. Mas o GCP alcançou de várias maneiras e ambas as empresas continuam a ver o crescimento.

Dada a história do Google como empresa de tecnologia, é compreensível se você estiver tentando escolher entre os dois serviços. E isso apesar da grande e líder participação de mercado da Amazon Web Service.

Este post analisa essas duas plataformas, para ver quem faz a melhor oferta para operações de pequeno ou médio porte que precisam migrar para a nuvem.

Comparação entre Google Cloud Platform (GCP) e Amazon Web Services (AWS)

Google Cloud Platform (GCP)Amazon Web Services (AWS)
Introdução à computação em nuvem:2010 iniciados2006 iniciados
Estatísticas do mercado:~7% de participação de mercado~30% de participação de mercado
Pontos Fortes:FÁCIL DE USAR
Personalização fácil
IA e aprendizado de máquina
Mais serviços
Clientes empresariais
Desvantagens:Menos serviços, menos locaisPrecisa de especialistas dedicados
Serviços oferecidos:Ao longo 100Ao longo 200
Alcance global:100 pontos de presençaMais de 230 pontos de presença
Preço:MédiaMédia
Segurança:OKOK
Apoio:OKOK
Serviços gratuitos:20+ sempre grátisSempre grátis, 12 meses grátis, avaliações grátis
Velocidade:Muito rápidoMuito rápido

Veja também: As 7 principais hospedagens gerenciadas do Google Cloud WordPress

Confira: As 5 principais hospedagens gerenciadas do AWS WordPress

Uma introdução à computação em nuvem

A computação em nuvem envolve o uso de recursos do sistema do computador sem ter que gerenciar o hardware. O provedor de serviços geralmente cuida do gerenciamento de hardware, para que o usuário possa usar apenas os recursos.

A computação em nuvem adota muitos conceitos e tecnologias para viabilizar esses serviços. Aqui estão alguns dos principais:

  • VM - Máquina virtual. Esta é uma emulação de um computador físico e também fornece as funções computacionais de um computador. As VMs podem ser agrupadas para formar clusters maiores com mais poder.
  • Instância – Esta é uma unidade de recursos de máquina virtual e inclui poder de processamento, RAM, armazenamento e uma conexão de rede. Você pode ter mais de 100 vCPUs com terabytes de RAM, em uma instância.
  • vCPU – Processadores virtuais. Significa simplesmente um thread em um núcleo de CPU. Uma CPU de 2 núcleos com 2 threads cada aparecerá como 4 vCPUs. Uma única vCPU pode criar uma pequena VM.
  • Armazenamento – Muitos provedores de nuvem oferecem armazenamento como serviços extras e isso inclui bancos de dados.
  • Localização – Muitas vezes você pode escolher um local de data center para hospedar seu servidor, geralmente mais próximo do seu público-alvo.

SaaS x PaaS x IaaS x DBaaS x FaaS

IaaS ou Infraestrutura como Serviço, mais conhecido como nuvem, é a espinha dorsal da maioria dos aplicativos SaaS. Aqui está uma pequena lista dessas siglas relacionadas e o que elas significam.

  • SaaS – Software como Serviço. Isso é o que a maioria dos aplicativos baseados em nuvem são.
  • IaaS – Infraestrutura como Serviço. Aqui, você obtém poder de processamento, memória, armazenamento e um sistema operacional.
  • PaaS – Plataforma como Serviço. Este é um contêiner para execução de código escrito apenas em idiomas específicos.
  • DBaaS – Sim, banco de dados como serviço. Você só paga pelo uso.
  • FaaS – Funciona como um serviço. Ótimo para serviços de API. Uma função é executada por solicitação.

Estatísticas de mercado

Como líder de mercado, a AWS detém cerca de 31% do mercado de computação em nuvem, enquanto o GCP detém cerca de 7%. Ambas as empresas continuam a ver crescimento de qualquer maneira, já que as receitas aumentaram cerca de 30% no ano passado.

Quando se trata de receita, no entanto, as coisas parecem diferentes. O Google Cloud Platform faturou US$ 13 bilhões em receita anual, enquanto a Amazon Web Services arrecadou impressionantes US$ 45.3 bilhões em 2020.

Serviços oferecidos

Ambas as empresas oferecem uma gama diversificada de serviços. Abaixo está uma breve visão geral.

GCPAWS
Serviços de computação:Motor de aplicação
Compute Engine
Motor Kubernetes
Execução na nuvem
Funções de nuvem
Pé de Feijão
EC2
Elástico
Vela Leve
Serverless
Serviços de armazenamento:cloud Storage
Disco Permanente
S3 – Serviço de Armazenamento Simples
Sistema de arquivos elástico
Bancos de dados:CloudSQL
Mesa grande
DynamoDB
aurora
IA/aprendizado de máquina:Mecanismo de aprendizado de máquina
Linguagem Natural
API de fala
Inteligência de vídeo
Compreender
SageMaker
Rekognition
Machine Learning

Seus serviços mais básicos incluem o Compute Engine do Google, que é o equivalente ao AWS EC2. Outro é o App Engine, que concorre com o AWS Beanstalk.

  • EC2 vs Compute Engine – Ambos os serviços são máquinas virtuais que permitem aumentar ou diminuir os recursos conforme desejar. Esses recursos podem incluir vCPUs, RAM e armazenamento.

  • Beanstalk vs App Engine – Ambos são mecanismos de tempo de execução para aplicativos nativos da nuvem. Simplesmente desenvolva um aplicativo em uma linguagem compatível, como PHP ou Go, faça o upload e inicie o aplicativo. É isso. Não há necessidade de gerenciamento de servidor e tudo isso. Além disso, ele é dimensionado automaticamente quando necessário.

Outros serviços incluem cache, segurança, rede, locais, backups, DNS e automação. Quase todos esses serviços vêm com várias opções, portanto, é deixado para você, como cliente, escolher o que precisa.

Em geral, a AWS oferece mais de 200 produtos e serviços, enquanto o GCP oferece pouco mais de cem. Isso inclina um pouco a balança a favor da Amazon, pois facilita encontrar o serviço exclusivo que atende exatamente às suas necessidades.

Quanto à qualidade, ambas as empresas são pesos-pesados ​​sólidos, e a qualidade de seus serviços se equilibra em todos os aspectos.

Alcance global

A Amazon Web Services tem mais infraestrutura implantada em todo o mundo do que o Google Cloud Platform. Isso lhe dá mais de 230 pontos de presença, em comparação com os 100 pontos do Google.

A AWS também possui 80 zonas de disponibilidade em comparação com as 73 e 25 regiões do Google em comparação com 24 para o Google. Embora a diferença não pareça grande, ainda oferece mais flexibilidade para quem precisa obter o último bit de velocidade e desempenho para seus aplicativos.

No entanto, quando você analisa a perspectiva de uma pequena empresa, a infraestrutura do GCP ainda é impressionante.

Pontos fortes (vantagens)

A AWS tem a vantagem pioneira do setor e isso permitiu que ela ganhasse mais clientes pagantes do que qualquer outra empresa com mais de 30% de participação de mercado. E como a maioria dos primeiros adotantes da computação em nuvem eram corporações maiores, a AWS também tem mais clientes corporativos do que o GCP. Além disso, também teve tempo para prestar mais serviços, atendendo a todos os tipos e níveis de clientes.

A força do GCP está no que o Google é mais conhecido: simplicidade e facilidade de uso. Como iniciante, você pode precisar de um fim de semana ou mais para chegar a um acordo com a AWS. Mas você pode começar a usar o GCP em apenas algumas horas.

Começa com a interface do google e a facilidade de gerenciar projetos em sua conta do Google. Depois, há o design intuitivo que facilita encontrar seu caminho e a velocidade de alcançar seus objetivos. O Google Cloud é simplesmente o produto mais bem projetado.

Ambas as plataformas também oferecem serviços impressionantes de IA e aprendizado de máquina.

Desvantagens (Desvantagens)

A principal desvantagem do Amazon Web Services é que você pode precisar contratar um especialista ou gastar mais tempo fazendo as coisas do que na plataforma do Google. Para o Google Cloud Platform, as desvantagens incluem menos serviços que a AWS e menos locais.

Suas duas desvantagens se encaixam no marketing geral, no entanto. Como corporações maiores podem contratar especialistas da AWS, enquanto a maioria das empresas menores que usam o GCP não precisarão de serviços de localização direcionados a laser.

Preços e economia

Assim como na maioria dos serviços em nuvem, o preço depende dos recursos que você está usando. Muitos dos serviços também incluem um nível gratuito, além do qual o faturamento é iniciado.

Comparadas lado a lado, a maioria das ofertas se equilibra. Embora os serviços de computação do Google Cloud sejam relativamente mais baratos, lembre-se de que são VMs otimizadas para computação. Portanto, eles apresentam menos RAM do que suas contrapartes da AWS.

Você pode calcular Preços do GCP aqui e Preços AWS aqui.

Se você planeja economizar custos, pode verificar instâncias spot na AWS ou máquinas virtuais preemptivas no GCP. Isso é ótimo para aplicativos que não são sensíveis ao tempo, pois são executados apenas quando há recursos de sobra. No entanto, eles podem oferecer uma economia de 60% a 80%.

As instâncias reservadas também oferecem economias significativas. Isso ocorre quando você reserva uma máquina virtual por até um ou três anos, em oposição ao uso sob demanda. E se você planeja pagar adiantado, a AWS oferece até 40% de desconto para instâncias reservadas de 1 ano e até 60% por 3 anos.

Você também pode optar por ficar sem servidor. A AWS oferece o repositório Serverless e o AWS Lambda, enquanto o GCP oferece a função Cloud Run e Cloud.

Esses serviços permitem que você execute um site ou script sem o incômodo de alugar ou gerenciar um servidor. A cobrança é feita por número de solicitações. Além disso, a AWS oferece 1 milhão de solicitações gratuitas por mês, enquanto o GCP oferece 2 milhões.

Os recursos de segurança

Ambas as plataformas oferecem recursos de segurança excepcionais, então você não precisa se preocupar, a menos que seja descuidado ou cometa um erro. Eles cumprem todos os padrões relevantes e aplicam criptografia sempre que necessário.

Suporte

Ambas as empresas oferecem planos de suporte profissional, bem como documentação e fóruns de usuários para resolver a maioria dos problemas. A documentação do GCP pode ser encontrada SUA PARTICIPAÇÃO FAZ A DIFERENÇA, enquanto a documentação da AWS é SUA PARTICIPAÇÃO FAZ A DIFERENÇA.

O Google Cloud Platform oferece quatro níveis de suporte, que incluem suporte Básico, Desenvolvimento, Produção e Premium. Os custos podem variar de grátis a US$ 250 por mês por usuário para os três primeiros níveis, mas são muito mais altos para o nível de suporte Premium.

A Amazon Web Services também oferece quatro planos de suporte, desde grátis até US$ 1,200 por mês. Os níveis premium são chamados Developer, Business e Enterprise. E eles vêm com mais recursos, recursos e melhores tempos de resposta.

Serviços Gratuitos

Você encontrará uma variedade de serviços gratuitos em ambas as plataformas. Eles são principalmente ofertas básicas com limites de recursos, como largura de banda, vCPU, solicitações e assim por diante.

Ambas as plataformas oferecem instâncias de máquina virtual gratuitas. A AWS oferece com uma instância micro t2 ou t3, enquanto o Google oferece com sua instância f1-micro.

Você também obtém 5 GB de armazenamento em ambas as plataformas. Além de 1 TB de consultas de banco de dados por mês, Kubernetes Engine, App Engine, aprendizado de máquina, IA de vídeo e conversão de fala em texto gratuitamente no GCP. Enquanto a AWS oferece avaliações gratuitas e serviços gratuitos de 12 meses, alguns sendo sempre gratuitos.

Velocidade

Ambas as plataformas oferecem uma infraestrutura muito rápida com tecnologia de ponta. No entanto, a velocidade é relativa a como um usuário otimiza a plataforma. Em velocidade bruta, ambos oferecem uma plataforma super-rápida.

Observe também que a localização de um servidor para seus usuários pode influenciar a velocidade.

Embora existam muitos testes para provar qual é o mais rápido, isso é inútil. Ambas as plataformas são rápidas o suficiente. Como você os utiliza é o que importa. Você pode usar uma plataforma como CloudPerf para monitorar a velocidade bruta em todo o mundo.

Conclusão

Chegamos ao fim desta comparação do Google Cloud Platform e Amazon Web Services. Como você pode ver, ambas são ótimas ofertas de duas empresas excelentes.

Sua escolha, portanto, dependerá de suas necessidades. Se você está apenas começando ou precisa migrar um projeto de pequeno a médio porte, o GCP é altamente recomendado.

Caso contrário, se você sabe o que está fazendo ou simplesmente não suporta o Google, sempre existe a AWS.

Nnamdi Okeke

Nnamdi Okeke

Nnamdi Okeke é um entusiasta de computadores que adora ler uma grande variedade de livros. Ele tem preferência por Linux sobre Windows/Mac e tem usado
Ubuntu desde seus primeiros dias. Você pode pegá-lo no twitter via bongotrax

Artigos: 278

Receba materiais tecnológicos

Tendências de tecnologia, tendências de inicialização, análises, renda online, ferramentas da web e marketing uma ou duas vezes por mês

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *